LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) exige que as empresas protejam os dados de seus usuários. É ainda cobrado que elas tenham um Processo de Resposta a Incidentes documentado e aprovado, com papéis e responsabilidades bem definidos, matriz de escalação e comunicação às autoridades reguladoras e agências governamentais de proteção de dados.

Com a entrada da LGPD (vigor previsto a partir de maio de 2021), grande parte das empresas ainda precisa elaborar diretrizes sobre a exigência da lei.

Você já conhece a Varonis?

A Varonis é pioneira em segurança e análise de dados, travando uma batalha diferente das empresas convencionais de segurança cibernética. A Varonis se concentra na proteção de dados corporativos no local e na nuvem: arquivos e emails confidenciais; dados confidenciais de clientes, pacientes e funcionários; recordes financeiros; planos estratégicos e de produtos; e outra propriedade intelectual.

A Varonis Data Security Platform detecta ameaças internas e ataques cibernéticos analisando dados, atividade da conta e comportamento do usuário; evita e limita o desastre, bloqueando dados sensíveis e obsoletos; e sustenta eficientemente um estado seguro com automação.

Com foco na segurança dos dados, a empresa atende a uma variedade de casos de uso, incluindo governança, conformidade, classificação e análise de ameaças. A Varonis iniciou suas operações em 2005 e possui milhares de clientes em todo o mundo – compostos por líderes do setor em muitos setores, incluindo tecnologia, consumidor, varejo, serviços financeiros, saúde, manufatura, energia, mídia e educação.

Governança e regulamentação

A solução Varonis, por meio de sua ferramenta GDPR Patterns, identifica e classifica automaticamente o que se enquadra no Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia. Além do DataPrivilege colocar na mão dos usuários corporativos o poder de analisar e gerenciar permissões, grupos e verificação de acesso, ele cumpre automaticamente as regras da empresa.

Todas as empresas possuem potencial para ter, em sua estrutura, uma plataforma de segurança como a nossa. Seguem alguns motivos:

 

  • Possuem em seus ambientes dados não estruturados (PDF, Excel, arquivos de e-mails);
  • Possuem informações sensíveis como os dados pessoais (nome, endereço, CPF, PCI (dados do setor de cartão de pagamento), senhas de acesso, entre outros);
  • Necessidade de se adequar a normativas como LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), HIPPA (Lei de Portabilidade e Responsabilidade do Seguro de Saúde) e ISO 27001;
  • Além das políticas de responsabilidade sobre como os usuários e grupos se relacionam com informações sigilosas que fazem parte do negócio das empresas  (como uma coleção de modas, informações farmacêuticas, informações confidenciais de funcionários, entre outras);
  • Com a chegada do trabalho home office, que se tornará uma tendência, abrem-se lacunas para os ataques cibernéticos. A plataforma permite que as empresas consigam ter a visibilidade sobre o compartilhamento com Sharepoint, O365 e, detecção de ataques ao perímetro (VPN,DNS e gateway de segurança web).

 

A Varonis atende aos três casos de uso: Proteção de Dados, Privacidade e Conformidade e Detecção e Respostas a Ameaças, e todo o contexto atual dos pilares da Segurança da Informação (SI).

 

Quer saber mais? Fale com um de nossos especialistas.

Envie sua mensagem!

Eu concordo em receber comunicações e ofertas personalizadas de acordo com meus interesses.